Capitalismo e socialismo


As principais diferenças entre capitalismo e socialismo giram em torno do papel do governo e da igualdade de economia. Enquanto o capitalismo defende um Estado menor, o socialismo se baseia na exploração comum dos bens, que devem ser controlados pelo Estado e seu lucro distribuído entre a sociedade.

Entenda melhor essa e outras diferenças entre esses dois sistemas:

Capitalismo

Socialismo

Definição

O capitalismo é uma teoria ou sistema de organização social baseado no mercado livre e na privatização. Nele, a propriedade pertence às pessoas individuais.

Esse sistema defende a liberdade econômica, o crescimento econômico e a escolha do consumidor.

O socialismo é uma teoria ou sistema de organização social baseado na exploração dos bens em comum, onde a propriedade atribuída aos trabalhadores.

No socialismo, o estado controla a economia, sendo responsável por reduzir a desigualdade social por meio de programas que beneficiam os pobres.

Ideias

O capitalismo se opõe à intervenção do governo na economia, por acreditam que o mercado livre produz um melhor resultado econômico para a sociedade.

Sua ênfase é no lucro individual e não nos trabalhadores ou na sociedade como um todo.

O capitalismo prega o laissez-faire, que significa "deixar fazer".

No socialismo, as indústrias em larga escala devem ser bens coletivos e, portanto, o retorno dessas indústrias deve beneficiar a sociedade como um todo.

Busca a transformação da sociedade por meio da distribuição equilibrada de propriedades e riquezas, diminuindo assim a distância entre ricos e pobres.

Além disso, todos os indivíduos devem ter acesso à artigos básicos de consumo.

Principais defensores

Richard Cantillon, Adam Smith.

Karl Marx, Friedrich Engels, Mikhail Bukinin.

Sistema político

O capitalismo pode coexistir com uma variedade de sistemas políticos, incluindo ditadura, anarquismo, democracia direta e república democrática.

Porém, a maioria dos capitalistas defende uma república democrática.

Também pode coexistir com diferentes sistemas políticos, porém a maioria dos socialistas defende a democracia participativa.

Estrutura social

As classes existem de acordo com sua relação com o capital. Os capitalistas possuem os meios de produção, recebendo os lucros provenientes deste, já a classe trabalhadora depende dos salários.

As distinções de classe são diminuídas. Sendo assim, o status deriva mais das distinções políticas do que das distinções de classe. 

Religião

Defende a liberdade de religião.

Idem.

Propriedade privada

A propriedade privada do capital e de outros bens é a forma dominante nesse sistema. A propriedade pública e do Estado desempenham um papel secundário.

Existem dois tipos de propriedade:

  • A propriedade pessoal de cada individuo, que inclui sua casa, roupas, carro;
  • A propriedade pública, que inclui os meios de produção, que pertencem ao Estado mas são controlados dos trabalhadores.

Livre escolha

Todos os indivíduos tomam decisões por si mesmos, e devem viver com as consequências de suas ações. 

Essa liberdade de escolha permite que os consumidores impulsionem a economia.

A maioria dos quesitos é de liberdade do individuo, como religião, emprego e casamento. Já a educação é obrigatória. 

Coordenação Econômica

É o mercado que determina as decisões de investimento, produção e distribuição. 

O socialismo depende de um planejamento para determinar a produção e como serão feitos investimentos.

Exemplos

Grande parte da economia mundial moderna opera de acordo com os princípios do capitalismo, porém, os EUA são amplamente considerados seu principal exemplo. 

Países socialistas são os cujas constituições incluem declarações sobre a proteção da classe trabalhadora. Exemplos incluem Portugal, Sri Lanka, Índia, Guiné-Bissau, Tanzânia e vários outros.

Estrutura de propriedade

Os meios de produção são de propriedade privada, sendo operados e negociados para gerar lucro aos seus proprietários. Isso incentiva os produtores a se envolverem em atividades econômicas. 

As empresas podem ser de propriedade de indivíduos, cooperativas de trabalhadores ou acionistas.

Os meios de produção são de propriedade social, sendo o lucro distribuído entre a sociedade (nos casos de propriedade pública), ou para todos os funcionários-membros da empresa (nos modelos de propriedade cooperativa).

Movimentos políticos

  • Liberalismo clássico;
  • Liberalismo social;
  • Libertarianismo;
  • Neoliberalismo;
  • Social-democracia moderna;
  • Anarquismo.
  • Socialismo democrático;
  • Comunismo;
  • Socialismo libertário;
  • Anarquismo social;
  • Sindicalismo.

Primeiros remanescentes

As ideias de comércio, compra e venda, existem desde o início da civilização. 

Já o capitalismo de livre mercado (lasseiz-faire) foi trazido ao mundo durante o século 18 por John Locke e Adam Smith, como uma alternativa ao feudalismo.

Em 1516, Thomas More escreveu sobre uma sociedade baseada na propriedade comum dos bens, em seu livro chamado "Utopia". 

Posteriormente, Adam Smith defendeu a teoria do valor do trabalho, em 1776.

Infográfico comparativo

Infográfico

Principais características do Capitalismo

  • É uma economia baseada no mercado composta por compradores (pessoas) e vendedores (empresas privadas ou corporativas);
  • Os bens e serviços produzidos destinam-se a lucrar, e esse lucro é reinvestido na economia;
  • O governo não deve interferir nas economias do mercado livre, ou seja, o mercado determina investimentos, produção, distribuição e decisões;
  • A interferência do governo só é permitida ao fazer e aplicar regras ou políticas que regem a conduta dos negócios;
  • Existe uma necessidade de produção e compra contínuas para que uma economia capitalista funcione eficientemente;
  • Os capitalistas acreditam que o governo não usa recursos econômicos de forma eficiente como empresa privada.

Principais características do Socialismo

  • Os meios de produção são propriedade de empresas públicas ou cooperativas, e os indivíduos são compensados com base no princípio da contribuição individual;
  • Existe igual oportunidade para todos;
  • As indústrias em larga escala são esforços cooperativos e, assim, os retornos dessas indústrias devem ser devolvidos e beneficiar a sociedade como um todo;
  • A atividade econômica e a produção são planejadas pela autoridade central de planejamento e com base nas necessidades de consumo humano e não nas demandas econômicas;
  • Os socialistas acreditam que a desigualdade econômica é ruim para a sociedade e o governo é responsável pela redução através de programas que beneficiam os pobres.

Veja também as diferenças entre Socialismo e Comunismo

As vantagens do capitalismo

1. Poder de escolha do consumidor

Os indivíduos podem escolher o que irão consumir, e essa escolha faz com que a concorrência aumente, e surjam melhores produtos e serviços.

2. Eficiência da economia

Os bens e serviços produzidos com base na demanda criam incentivos para reduzir custos e evitar o desperdício.

3. Crescimento econômico e expansão 

Esse processo aumenta o produto nacional bruto (PIB) e eleva os padrões de vida.

As vantagens do socialismo

1. Diminui a desigualdade

No socialismo, nenhuma pessoa individual pode ter muito mais do que a outra, e as empresas são de propriedade do governo. O dinheiro não é fator de controle em uma sociedade socialista.

2. As necessidades são atendidas

As necessidades de todos devem ser satisfeitas.

Isso significa que os cuidados de saúde são universais, a educação é gratuita, a comida é fornecida, bem como roupas e outros itens necessários para viver. 

3. Mobilização de mercadorias

Desastres de todos os tipos podem ocorrer a qualquer momento, e quando eles acontecem, uma quantidade imensa de serviços e bens são necessários para garantir que todos estejam seguros e atendidos.

No socialismo, o governo tem um controle total desses bens, podendo os utilizar nas áreas que mais precisam.

4. Tem ideias muito utilizadas

Determinadas ideias do socialismo são utilizadas em praticamente todos os países. Elas são uma maneira de garantir que direitos e artigos mais básicos e necessários sejam fornecidos a todas as pessoas. Alguns exemplos disso são o sistema de educação pública no Brasil e a Universal Health Care no Canadá.

As desvantagens do capitalismo

1. Monopólios de poder

As empresas que possuem monopólio sobre determinado mercado podem abusar desta posição, cobrando preços mais altos.

2. Desigualdade

Nas sociedades capitalistas, os bens e riquezas que pertencem a um individuo geralmente são passados de geração em geração. Então, se um pequeno grupo de pessoas detém toda a riqueza, que continua sendo transmitida ao mesmo grupo, as desigualdades e divisões sociais tendem a crescer com o passar do tempo. 

3. Recessão e desemprego

Uma economia baseada no mercado de consumidores e produtores pode ter muitas variações. 

As desvantagens do socialismo

1. A falha histórica

Em todo o mundo, vários países testaram a ideia do socialismo, e todos eles falharam. 

Não importa quantos ajustes diferentes o governo tente aplicar, historicamente foi provado que esse sistema não funciona em sua totalidade. Porém, vários países aplicam determinadas medidas consideradas socialistas em seus governos. 

2. Nada é seu

É proibido possuir propriedade privada em uma sociedade socialista. Isso faz com que o individuo em si não tenha nada, pois os bens pertencem a "todos" ou ao governo.

3. Menor inovação e crescimento

Com o socialismo, você tem suas necessidades básicas atendidas, então não tem que se preocupar com suas refeições ou se tem uma casa.

Isso pode parecer bom, mas pode fazer com que as pessoas se acomodem, e com isso a inovação, a criatividade, a motivação e outras formas de avanço da sociedade são diminuídas.

4. Custa caro

Custa muito dinheiro garantir as necessidades de todas as pessoas, e esse dinheiro deve vir de algum lugar. Então, todo o dinheiro que é feito pelos cidadãos é tributado em porcentagens extremas para cobrir todos os custos.

Veja também as diferenças entre Esquerda, Direita, Liberal e Conservador.