Prosa e poesia


Emerson Machado
Emerson Machado
Jornalista

A prosa é a forma natural de comunicação entre seres humanos, sendo o texto em prosa construído em discurso direto e livre. Já a poesia é a expressão de emoções e sentimentos em um texto trabalhado esteticamente, consistindo em ritmo e harmonia para manifestação de beleza.

A prosa e a poesia são gêneros literários distintos. No entanto, o escritor e o poeta têm liberdade no trato da linguagem em suas criações.

Há autores que misturam os dois gêneros, o que a literatura chama de poesia em prosa, ou prosa poética. Desta forma, o texto é estruturado em prosa, mas com elementos originados da poesia, como ritmo e componentes emotivas.

O que é prosa?

A prosa é um gênero narrativo em que o discurso é livre e direto, sendo originado diretamente da palavra em latim prosa. Geralmente, o texto é estruturado em parágrafos, mas alguns escritores criam o próprio estilo de narrativa e, em alguns casos, abrem mão de parágrafos ou até mesmo sinais de pontuação.

O texto em prosa busca criar uma imagem da realidade, fictícia ou não, o mais concreta possível, utilizando o modo natural de narração para explorar metáforas e acontecimentos.

Neste sentido, pode-se dizer que o texto em prosa é uma forma de escrita que não inclui divisões rítmicas, como ocorre no texto poético. Diferentemente da poesia, o texto em prosa não busca proporcionar um ritmo intencional de leitura, garantindo ao leitor verosimilhança no que está nas páginas através da narração.

Para isso, o texto em prosa precisa ser objetivo. Isto porque é de extrema importância que o escritor não deixe ambiguidades sobre aquilo que narra.

Tipos de prosa

Apesar de abranger uma enorme gama de textos, os escritos em prosa são divididos em dois tipos: narrativa e demonstrativa.

A prosa narrativa é aquela em que se narra acontecimentos fictícios ou inspirados na realidade, que podem estar presentes em romances, crônicas, contos e novelas. Este tipo de texto também é comumente chamado de prosa literária.

Já a prosa demonstrativa é aquela em que se enquadram conteúdos factuais e/ou históricos, que podem estar presentes em ensaios, cartas, diálogos, jornais, etc. Neste sentido, é um texto mais didático, voltado não para entretenimento mas para passar informação. É também chamada de prosa não-literária.

Exemplos de obras em prosa:

  • Dom Casmurro, de Machado de Assis;

  • Vidas Secas, de Guimarães Rosa;

  • A Hora da Estrela, de Clarice Lispector.

O que é poesia?

A poesia, também chamada de texto lírico, é considerada uma das sete artes tradicionais. É um gênero literário que utiliza a linguagem com fins estéticos. Isto é, o poeta trabalha o texto de forma artística.

No entanto, a poesia também pode ser crítica e ocorre em um espaço em que tudo é possível, seguindo a linha de imaginação do autor ou do leitor.

Para um texto ser considerado poesia, é necessário que o poeta tenha trabalhado versos e estrofes esteticamente, de maneira ritmada, manifestando beleza e despertando sentimentos. Isto define a métrica da poesia.

Tipos de poema

O objeto final depois de escrito por um poeta é chamado de poema, que é a organização de palavras que carregam significados, sejam para despertar emoções ou reflexões. Neste sentido, pode-se destacar seis tipos de poema.

  • Soneto: poemas sobre o amor.
    Os sonetos têm uma estrutura fixa e devem ser constituídos por quatro estrofes. Duas delas devem ser quartetos (com quatro versos) e duas devem ser tercetos (com três versos). Todos os versos devem ter dez sílabas poéticas (decassílabos).

  • Ode: poemas que exaltam algo ou alguém, como a natureza, a vida ou os deuses.

  • Poema épico: poemas sobre figuras míticas e/ou heroicas.

  • Poema narrativo: poemas que contam uma história.

  • Poema dramático: qualquer poema contruído em versos.

  • Poema lírico: poemas sobre os sentimentos e pensamentos do poeta.

Porém, há o tipo de poesia em “verso livre”, em que o poeta cria o próprio ritmo e as próprias regras, formulando um estilo único dentro do gênero literário.

Exemplos de obras em poesia:

  • A rosa do povo, de Carlos Drummond de Andrade;

  • O livro sobre nada, de Manoel de Barros;

  • Distraídos venceremos, de Paulo Leminski.

Existe ainda a poesia em prosa, também conhecida por prosa poética. Neste gênero literário, os princípios fundamentais da poesia, como a estética no trato da escrita e o ritmo, bem como a evocação de emoções, são utilizados sem seguir uma estrutura de verso e/ou estrofes, mas o texto direto e livre da prosa.

Ainda que a poesia seja muito anterior à prosa, Aristóteles já discernia que nem todo texto em verso poderia ser considerado poesia em Poética. No entanto, a estrutura poética de versos e estrofes era utilizada na antiguidade tanto para expressões artísticas quanto para textos de caráter informativo.

Porém, os poetas podem combinar a poesia com outras artes, como a música.

Mas muitos consideram a poesia a própria arte, pois as outras artes também utilizam a linguagem, seja verbal ou não. Neste sentido, a poesia transcenderia a arte escrita, mas estaria presente em todas as formas de expressão humana.

Veja também a diferença entre:

Emerson Machado
Emerson Machado
Escritor e jornalista, muito ligado a literatura e artes em geral. Trabalha com textos informativos e criativos desde que se lembra, tendo publicado seis livros e diversas reportagens, com direito a prêmios e tudo. Também é apaixonado por ciência e tecnologia e já escreveu para revistas, assessoria, jornal impresso e online. Atualmente, é mestrando em Estudos Literários, Culturais e Interartes na Universidade do Porto, em Portugal, onde vive.