Exemplos de ética e moral


Pedro Menezes
Pedro Menezes
Professor de Filosofia

A ética é formada pelos princípios fundamentais que orientam as ações humanas. Já a moral é um conjunto de regras construídas socialmente para regular as ações.

Enquanto a ética vai se relacionar com temas como: liberdade, justiça, virtude, bem, etc., para a moral, o mais importante é poder classificar os comportamentos e ações como certos ou errados, com base em valores morais desenvolvidos pelos costumes e tradições. Seguem alguns exemplos:

Exemplos de Ética

Códigos de ética profissional

Os códigos de ética profissional são bons exemplos porque cumprem a função de orientar o desenvolvimento de diversas atividades. São baseados em princípios que fundamentam a prática profissional e reforçam sua relevância. Em geral, são referidos:

  • A responsabilidade com a sociedade a partir das práticas profissionais;
  • A valorização das relações humanas;
  • O respeito aos valores que sustentam a comunidade;
  • A reflexão permanente sobre o próprio papel do profissional.

Alguns exemplos de códigos de ética profissionais são:

  • Código de Ética Médica do Conselho Federal de Medicina
  • Código de Ética e Disciplina da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil)
  • Código de Ética Profissional do Psicólogo
  • Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem

Falta de ética no trabalho

Um comportamento é considerado como falta de ética ou antiético por não estar em conformidade com princípios básicos que orientam uma atividade ou que se espera de uma pessoa ou profissional.

Em geral, está relacionado ao mau uso de uma posição para tirar vantagens o ou negando a finalidade de uma atividade.

Por exemplo, um médico que nega atendimento a um paciente, independente do motivo, fere os princípios da profissão.

Ou, se um profissional indica outro sem a devida necessidade, para que seu parceiro possa ser favorecido e ter mais clientes, é um comportamento impróprio, inadequado e considerado como antiético.

A escravidão

A abolição da escravidão no Brasil ocorreu no ano de 1888, até então, era legalmente previsto e socialmente aceito que uma pessoa fosse dona de outra.

Os movimentos de resistência geraram uma transformação sobre a compreensão de alguns princípios que sustentam a sociedade, relativos à liberdade, ao respeito e à dignidade da vida humana.

Os avanços éticos acarretados por esses movimentos levaram à contestação de valores presentes na sociedade e, finalmente, fizeram com que a escravidão deixasse de ser uma prática socialmente aceita.

O voto feminino

Até a década de 1930, a participação política e o voto eram restritos aos homens, previstos em lei. Assim, até então, era socialmente aceito que a cidadania das mulheres fosse restrita.

Essa mudança só pôde ocorrer a partir de um pensamento contrário aos valores vigentes. Baseados em princípios éticos, os movimentos sociais das mulheres lutaram pelo direito ao voto e, consequentemente, uma mudança na estrutura da sociedade.

Exemplos de Moral

"Não faça com os outros o que não gostaria que fizessem com você"

A chamada Regra de Ouro visa regular a relação entre pessoas, grande foco da ética e da moral, possibilitando o convívio em sociedade.

Esse é um exemplo de regra moral básica que visa estabelecer relações de respeito mútuo, impedindo que uma pessoa cause algum tipo de mal a outra.

Proposta semelhante a encontrada nos textos bíblicos, fundamentais para a formação dos valores morais do ocidente, em que se encontra como um mandamento "amar ao próximo como a si mesmo".

Não se deve mentir

Não mentir é um ensinamento moral comum na sociedade. O ato de mentir, ou faltar com a verdade, corrompe o princípio da honestidade.

Entretanto, a questão da mentira pode ser um tema de debate por haver momentos específicos em que a mentira pode ser socialmente aceita e a sinceridade compreendida como falta de educação ou um comportamento anti-social.

Respeito aos mais velhos

Associa-se a idade avançada com uma vasta experiência de vida e sabedoria. Assim, constrói-se a ideia de que as pessoas mais idosas devem ser alvos de respeito e admiração.

Entretanto, muitas vezes esse respeito não é visto como uma prática tão comum como deveria. Para valorizar e proteger os idosos o governo brasileiro Instituiu a Lei 10.741, em outubro de 2003, conhecida como "estatuto do idoso" que visa estimular o respeito aos cidadãos dessa faixa etária.

Tabus

As proibições morais, muitas vezes, apresentam-se em forma de tabu. Os tabus, em geral, possuem fundamentos na religião e são temas colocados fora dos debates éticos, como uma certeza adquirida.

Por exemplo, as relações e casamentos entre parentes consanguíneos são proibidas em diversas culturas, criando o chamado tabu do incesto.

Entretanto, a concepção do que é considerado impróprio pode variar. Algumas culturas proíbem o casamento entre membros do mesmo clã, independentemente da consanguinidade direta. Em outras, o casamento entre primos é estimulado como forma de reforçar ao poder da família.

A antropologia aponta apenas para o incesto entre mãe e filho como um tabu universal, não encontrando nenhuma sociedade em que esse tipo de casamento seja permitido.

Assim, existe uma proibição moral que define para os membros de uma sociedade quem são os parceiros viáveis e quais devem ser evitados.

Outro exemplo são as relações entre pessoas do mesmo sexo, relatadas como comuns na Grécia antiga e que durante o desenvolvimento da cultura judaico-cristã (ocidental) foram tomadas como um tabu e consideradas crime ou doença até meados do século XX.

Veja também a diferença entre:

Pedro Menezes
Pedro Menezes
Licenciado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Mestrando em Ciências da Educação pela Universidade do Porto (FPCEUP).