Pesquisa Quantitativa e Pesquisa Qualitativa


A principal diferença entre esses dois tipos de pesquisa é que enquanto a quantitativa se baseia em números e cálculos matemáticos, a pesquisa qualitativa tem base no caráter subjetivo, usando narrativas escritas ou faladas.

QualitativoQuantitativo
Objetivo 

O objetivo é compreender os fenômenos através da coleta de dados narrativos, estudando as particularidades e experiências individuais.

O objetivo é compreender os fenômenos através da coleta de dados numéricos, que apontarão preferências, comportamentos e outras ações dos indivíduos que pertencem a determinado grupo ou sociedade.
Tipo de dadosA pesquisa qualitativa reúne dados que são de forma de narrativa, como diários, questionários abertos, entrevistas e observações que não são codificadas usando um sistema numérico.A pesquisa quantitativa reúne dados que podem ser codificados de forma numérica.
Quando é usado

Usado para entender os motivos, opiniões e motivações subjacentes. Ele fornece informações sobre o problema ou ajuda a desenvolver ideias ou hipóteses para pesquisas quantitativas.

Pesquisa qualitativa também é usada para descobrir tendências de pensamento e opiniões.

A pesquisa quantitativa é usada para quantificar o problema por meio da geração de dados numéricos ou dados que podem ser transformados em estatísticas utilizáveis.

A quantificação de atitudes, opiniões e comportamentos são usadas para generalizar os resultados de uma população de amostra maior.

Tipo de abordagem Subjetivo, orientado aos processos.Objetivo, orientado para os resultados.
AmostragemSelecionada. Utiliza-se uma amostra pequena, a fim de obter uma compreensão aprofundada.Aleatória. É selecionada uma amostra representativa grande, a fim de generalizar resultados para uma população.
Medição

Não padronizada, narrativa (palavra escrita). Os resultados são medidos durante a entrevista.

Padronizado, numérico (medições, números). Os resultados são medidos no final.
Método de coleta

Flexível, especificado apenas em termos gerais antes do estudo. 

Estruturado, inflexível, especificado em detalhes antes do estudo.

Estratégias para coleta de dados

Alguns métodos comuns incluem grupos focais (discussões em grupo), entrevistas individuais e observações.

Inquéritos em linha, inquéritos em papel, inquéritos móveis e pesquisas de quiosques, entrevistas presenciais, entrevistas telefônicas, estudos longitudinais, interceptores de sites, pesquisas em linha e observações sistemáticas.
Análise dos dados

Os dados brutos estão em palavras. Os dados são analisados em curso, e envolvem o uso de observações e comentários para se chegar a uma conclusão.

Os dados brutos são números. Os dados são analisados ao final do estudo e envolvem estatísticas.
Interpretação dos dados

As conclusões são provisórias e podem mudar. São revisadas de forma contínua.

As inferências e generalizações são de responsabilidade do leitor.

As conclusões e generalizações são formuladas no final do estudo, declaradas com grau de certeza predeterminado.

Inferências e generalizações são da responsabilidade do pesquisador. 

Quando usar pesquisa qualitativa ou quantitativa?

A pesquisa quantitativa tem a vantagem da escala. Permite que grandes quantidades de dados, extraídos de um grande número de pessoas, sejam coletadas e analisadas.

A pesquisa qualitativa, por outro lado, é realizada com pequenas amostragens. Nela consegue-se extrair dados mais subjetivos, com perguntas abertas, permitindo conhecer mais sobre o indivíduo.  

A pesquisa qualitativa muitas vezes abre novas opções e ideias, que não se conseguiria com uma pesquisa quantitativa, pela sua natureza fechada.

Exemplos de pesquisas quantitativas e qualitativas

Pesquisas qualitativas são usadas para estudar casos individuais e descobrir como as pessoas pensam ou se sentem em detalhes.

Também podem ser utilizadas para explorar determinado assunto que ainda não se tem conhecimento, como no caso de uma empresa que precisa saber como está sua imagem no mercado. 

Pesquisas quantitativas são utilizados para estudar as tendências em grandes grupos de forma precisa, ou medir dados de sociedades, como no caso dos Censo, ou pesquisas de intenção de votos.