Gimnospermas e angiospermas


Gimnospermas, significa “semente nua”, são as plantas que não possuem frutos envolvendo as sementes. Já as angiospermas (“sementes na bolsa”) produzem flores e frutos e suas sementes ficam em seu interior.

As angiospermas representam a maior parte das espécies existentes do reino Plantae, enquanto as gimnospermas, possuem apenas cerca de 750 espécies. Dentro do processo evolutivo das plantas, as angiospermas apresentam um grau maior de especialização e evolução.

Gimnospermas Angiospermas
Etimologia Do grego: gymnó “nu” e spermas “sementes”. Do grego: angeos “bolsas” e spermas “sementes”.
Definição Plantas sem produção de frutos em que as sementes ficam completamente expostas (nuas). Plantas cujas sementes são totalmente envolvidas pelos frutos (como em "bolsas").
Estrutura
  • Raízes
  • Caules
  • Cones
  • Sementes
  • Raízes
  • Caules
  • Flores
  • Frutos
  • Sementes
Reprodução Sexuada com polinização pelo vento. Sexuada com auxílio de agentes polinizadores.
Exemplos
  • Pinheiros
  • Cicadáceas
  • Ginkgo biloba
  • Gnetófitas
  • Frutíferas (laranja, maçã, melancia, etc.)
  • Floríferas (rosas, violetas, cravíneas, etc.)

O que são as gimnospermas?

Gimnospermas (gymnó “nu” e spermas “sementes"), "sementes nuas", representam um grupo de plantas, em geral, árvores coníferas. São comumente encontradas em florestas de clima temperado.

Gimnospermas - pinha
Legenda

Exemplos de gimnospermas:

  • Coníferas
  • Gingko
  • Cicadáceas
  • Gnetófitas

Como ocorre o ciclo de vida e reprodução das gimnospermas?

As gimnospermas nascem a partir de sementes. Na fase adulta, produzem estróbilos masculinos e femininos, em geral, numa mesma planta.

Quando os estróbilos amadurecem, o masculino se abre e libera o pólen e os femininos produzem óvulos. A ação do vento lança o pólen, que ao entrar no estróbilo feminino fecunda o óvulo.

A partir daí, o óvulo se fecha em torno do embrião, formando uma semente que o protege e permite dar origem a uma nova planta.

O que são as angiospermas?

As angiospermas (angeos “bolsas” e spermas “sementes”) são plantas vasculares, assim como as gimnospermas, mas que produzem flor e suas sementes ficam envoltas em um fruto.

Nas angiospermas, a variedade de cores e odores das flores cumpre a função de atrair animais polinizadores. Essa mudança em relação às gimnospermas é considerada uma adaptação favorável dentro do processo evolutivo das plantas.

As flores propiciam uma expansão territorial por serem conduzidas por animais polinizadores, a fecundação pode ocorrer distante da planta original.

Os frutos, por sua vez, quando consumidos podem ter suas sementes dispersadas a quilômetros de distância, dependendo do animal.

angiospermas
Legenda

As angiospermas são a divisão mais comum entre as plantas, representam cerca de 90% de todas as espécies existentes. São todas as plantas que possuem flores e frutos.

Exemplos de angiospermas:

  • Árvores frutíferas
  • Plantas floríferas

Como ocorre o ciclo de vida e reprodução das angiospermas?

Nas angiospermas, o órgão reprodutivo pode ser identificado pelas flores, elas cumprem a função de proteger seu sistema reprodutivo e atrair os agentes polinizadores.

As flores possuem órgãos reprodutivos femininos (gineceu ou pistilo) e masculinos (androceu). As flores possuem uma área chamada de estigma, que possui uma superfície pegajosa destinada à afixação do pólen.

O pólen produzido no androceu é recebido pelo estigma e conduzido ao óvulo da flor. A partir daí, a flor resseca e perde suas pétalas, enquanto o óvulo fecundado forma a semente.

No interior dessa semente desenvolve-se o embrião, enquanto em seu exterior o fruto é desenvolvido.

Veja também a diferença entre: