Ativo e passivo


Em contabilidade, diz-se que o ativo é o conjunto de bens, créditos e direitos que compõem o patrimônio de uma pessoa ou empresa. Já o passivo representa as dívidas e obrigações dessa mesma pessoa (física ou jurídica).

O patrimônio líquido de uma empresa é calculado pela diferença entre seu ativo e passivo. Essa informação é o fundamento do balanço patrimonial de todo empreendimento.

Ativo Passivo
Conceito Bens, créditos e direitos de uma entidade econômica. Gastos e despesas.
Tipos

Ativo circulante e não circulante.

Tangíveis e intangíveis.

Passivo circulante e não circulante.
Exemplos Mercadoria, dinheiro em caixa, dívidas de clientes, depósitos bancários, imóveis, terrenos, maquinário, patentes, softwares desenvolvidos, etc. Salários e gastos com funcionários, encargos, tributos, parcelas de empréstimos e financiamentos, etc.

Em outras palavras, dentro do balanço patrimonial, os ativos representam a entrada de benefícios (capital), enquanto os passivos são o fluxo de saída de capital relacionado a despesas contraídas pela empresa.

Ativo

Como visto anteriormente, a diferença entre ativo e passivo está relacionada com a entrada (ativo) ou saída (passivo) de dinheiro. Os ativos vão representas a soma de tudo o que acrescenta valor, o que pode se apresentar de diferentes modos.

Ativos circulantes

Os ativos circulantes são as entradas de bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro em um curto prazo.

São exemplos de ativos circulantes:

  • Dinheiro em caixa
  • Depósitos bancários
  • Mercadorias e estoque
  • Dívidas de clientes
  • Aplicações financeiras

Ativos não circulantes

Os ativos não circulantes são contas que só podem ser convertidas em dinheiro a longo prazo ou em um prazo maior que o exercício social do ano vigente. São os ativos fixos ou imobilizados e intangíveis.

São compreendidos como ativos não circulantes:

  • Bens patrimoniais: imóveis, máquinas, automóveis, etc. (ativos fixos)
  • Patentes, marcas, clientes, softwares e tecnologia. (ativos intangíveis)
  • Investimentos, empréstimos internos a membros da equipe, impostos a recuperar e outro ativos que excedam o exercício do ano vigente. (ativos realizáveis a longo prazo)

Passivo

Diferente dos ativos, os passivos representam a soma do fluxo de saída de capital. Os passivos possuem seus próprios modos que variam de acordo com a forma de sua execução.

São passivos não exigíveis: o patrimônio líquido, assim como o capital dos sócios de uma empresa. Dentro dos passivos exigíveis, encontram-se os passivos circulantes e os passivos não circulantes.

Passivos circulantes

Os passivos circulantes representam as despesas a serem executada dentro do ano de exercício.

São exemplos de passivos circulantes:

  • Despesas com fornecedores
  • Duplicatas a pagar
  • Títulos
  • Parcelas de empréstimos bancários
  • Salários
  • Encargos sociais
  • Impostos

Passivos não circulantes

Os passivos não circulantes são as saídas de caixa que excedem o prazo do exercício social.

São exemplos de passivos não circulantes:

  • Financiamentos e empréstimos bancários (que excedam o exercício)
  • Provisão para despesas contingentes (ações trabalhistas, processos judiciais, etc)
  • Despesas com empresas subsidiárias, controladas ou coligadas
  • Outras despesas que excedam o exercício

Veja também a diferença entre:

Atualizado em