Tipos de violência


Pedro Menezes
Pedro Menezes
Professor de Filosofia

Os diversos tipos de violência diferem a partir da forma como se manifestam. Ocorrem a partir da utilização de força física ou poder sobre si mesmo, pessoa ou grupo, causando algum tipo de dano.

Os tipos de violência podem ser classificados como violência física, psicológica, moral, sexual, econômica e social.

Os atos de violência podem utilizar um ou mais tipos de violência. Como nos casos de violência doméstica em que, geralmente, os atos de violência física podem vir acompanhados de violência psicológica, moral, sexual ou econômica.

Características das agressões Atos de violência

Violência física

Utilização a força física
  • Golpes
  • Ferimentos
  • Submissões físicas (puxões, empurrões, imobilização, etc.)
Violência psicológica Opressão psicológica
  • Ameaças
  • Humilhações
  • Intimidações
Violência moral Opressão ou exposição da pessoa
  • Difamações
  • Calúnias
  • Chantagens
Violência sexual Imposição de cunho sexual sem consentimento
  • Abusos
  • Assédio
  • Estupro
  • Exposição (d)a nudez
Violência econômica Subtração de bens ou imposição de dependência econômica
  • Retenção de bens ou capital
  • Roubo
  • Furto
Violência social Repressão ou opressão de grupos minoritários
  • Discriminação
  • Segregação
  • Intolerância

Violência física

A violência física é a utilização da força física sobre alguém. Tapas, socos, chutes puxões, empurrões ou a utilização de algum artefato com o objetivo de impor-se pelo uso da força física, oprimir, ferir ou causar qualquer tipo de dano físico.

Violência psicológica e moral

Já a violência psicológica e a moral utilizam-se de palavras ou atos ofensivos como forma de agressão. Humilhação, exposição, xingamentos ou a opressão e submissão fazem com que a vítima seja coagida sem a necessidade de utilização da força física.

Violência sexual

A violência sexual ocorre quando os atos de violência assumem um caráter sexual. Assédios, abusos, violações e estupros são considerados atos de violência sexual.

Esses casos ocorrem quando não há o consentimento entre as partes ou quando a vítima é incapaz de opor-se ao ato. Como nos casos de violência contra crianças, idosos, pessoas com déficits cognitivos, ou temporariamente inaptas.

Violência econômica

A violência patrimonial ou econômica ocorre quando a propriedade ou os meios de subsistência são negados ou retirados por uma pessoa ou grupo. Furtos, roubos, subtrações ou impedimentos podem ser caracterizados como esse tipo de violência.

Em alguns casos de violência contra a mulher, o agressor utiliza-se da dependência financeira da vítima para oprimir e subjugá-la.

Violência social

A violência social ocorre devido a utilização da força de um grupo social sobre outro. Discriminação, preconceito, desrespeito às diferenças, intolerância ou submissão de um grupo é entendido como violência social.

Violência doméstica

A violência doméstica ocorre dentro do núcleo familiar. Pode ser causada por companheiros, parentes ou tutores. Dentro dessa tipificação, predominam os casos de violência contra a mulher e os casos de violência contra criança.

Cada categoria recebe uma atenção diferente do Estado a partir de leis e formas de prevenção.

Violência contra a mulher

A violência contra a mulher pode ocorrer dentro das relações de conjugalidade (casamento legal ou relacionamento íntimo) e as tipificações e punições para os agressores estão previstas na Lei Maria da Penha (Lei 11.340/06).

Violência contra a mulher

Nesses casos, em geral, estão presentes:

  • Violências físicas
  • Violências psíquicas ou emocionais
  • Violências sexuais
  • Violências econômicas

Entretanto, é necessário perceber que a violência contra a mulher também podem ocorrer também fora do lar ou fora de qualquer tipo de relação de intimidade.

Os atos dessa forma de violência podem causados por pessoas conhecidas ou estranhos, nas ruas, em ambientes de trabalho, em zonas de convívio, etc.

Violência contra a criança

A violência contra a criança ocorre dentro ou fora do lar a partir da imposição de castigos físicos à criança. Outras formas de violência decorrem de intimidação e persuasões.

Violência contra a criança

Como forma de coibir o uso de castigos físicos contra as crianças, no Brasil, foi publicada a chamada Lei da Palmada (Lei 13010/14). A partir dela, agressores podem ser punidos de diversas formas. Nos casos de pais e responsáveis legais, am punições podem chegar até a perda da guarda do jovem.

Outras formas de violência contra a criança são o bullying e o cyberbullying, onde as crianças sofrem humilhação na escola ou em redes sociais.

Veja também a diferença entre:

Pedro Menezes
Pedro Menezes
Licenciado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Mestrando em Ciências da Educação pela Universidade do Porto (FPCEUP).