Protestantes e evangélicos


Juliana Bezerra
Revisão por Juliana Bezerra • Professora de História

O protestantismo é um movimento cristão que surgiu com a Reforma Protestante no século XVI.

Uma de suas principais características é o rompimento com determinadas doutrinas da Igreja Católica, como a venda de indulgências, a autoridade do papa e a veneração aos santos. O movimento compõe uma das principais vertentes do cristianismo.

Já o movimento evangélico surgiu no século XVII como um desdobramento do protestantismo. Ou seja, o movimento evangélico faz parte do protestantismo, porém tem crenças mais bem definidas.

Assim, podemos dizer que todo evangélico é protestante, mas nem todo protestante é evangélico.

Protestantismo Evangelismo
Definição Movimento cristão que surgiu com a Reforma Protestante por discordar de uma série de ações e doutrinas da Igreja Católica. Entre suas principais características estão a primazia da Bíblia sobre a tradição oral e a falta de uma autoridade humana central. Movimento que surgiu do protestantismo e se caracteriza pela fé no evangelho e nas quatro crenças cardeais.
Origem Século XVI, com a Reforma Protestante. Século XVII.
Origem do termo O termo protestante surgiu de “Protestatio”, um documento de protesto que foi apresentado em 1529 pelos luteranos, seguidores da teologia de Martinho Lutero. Deriva da palavra em latim “evangelium”, que significa “boas-novas”.
Subdivisões
  • Adventistas;
  • Anglicanos;
  • Batistas;
  • Reformados;
  • Luteranos;
  • Metodistas;
  • Pentecostais.
  • Igreja Batista;
  • Pentecostalismo;
  • Movimento Carismático;
  • Cristianismo não denominacional.

Definição e características do protestantismo

95 teses de Lutero
O protestantismo teve início com as 95 teses de Lutero

O protestantismo se originou com a Reforma Protestante, movimento do século XVI que pedia a reforma da Igreja Católica. Ele foi liderado por Martinho Lutero e outros reformadores, como João Calvino e Ulrico Zuínglio.

O protestantismo possui mais de 1 bilhão de fiéis em todo o mundo, sendo a segunda maior forma de cristianismo. Uma de suas principais características é a falta de unidade estrutural e de uma autoridade humana central, como o papa. De acordo com o protestantismo, qualquer pessoa tem acesso a Deus por meio da oração.

Os protestantes seguem os princípios das “Cinco Solas”, que são os pontos onde divergem da Igreja Católica Romana.

  • Sola Escriptura: Apenas os princípios encontrados na Bíblia são válidos;
  • Sola Gratia: A salvação vem apenas pela Graça de Deus;
  • Sola Fide: Os pecados são perdoados apenas pela fé e não pelas ações;
  • Solus Christus: A salvação é encontrada apenas em Cristo;
  • Soli Deo Gloria: Glória apenas a Deus.

Definição e características do evangelismo

Evangelismo
Envagélicos orando

O evangelismo é um movimento cristão que surgiu após a Reforma Protestante. Sua principal característica é a crença nas boas-novas de Jesus Cristo pelo evangelho.

Atualmente, o termo mais utilizado para essa vertente é “Movimento Evangélico”, visto que evangelismo normalmente é usado como sinônimo de evangelização, que significa espalhar os ensinamentos de Jesus.

Os evangélicos seguem os princípios das quatro crenças cardeais, que são:

  • A Bíblia contém a verdade absoluta;
  • A salvação só vem pela crença em Jesus Cristo;
  • Crença em nascer de novo, ou seja, que ao se converter, é como se o crente ganhasse uma nova vida;
  • A importância de espalhar a palavra de Deus por meio da evangelização.

Visão sobre a Bíblia

A principal diferença entre os dois movimentos é que os evangélicos possuem uma posição mais bem definida sobre a Bíblia.

Os protestantes em geral seguem o princípio da Sola Scriptura, que defende que somente a Bíblia é fonte da revelação suprema. Portanto, a igreja não pode criar doutrinas que não estejam nas escrituras.

Os evangélicos também creem neste princípio, mas vão além, afirmando que a Bíblia é a verdade absoluta de Deus, livre de erros.

Nesse ponto, alguns grupos protestantes tendem a ser mais liberais, afirmando que a Bíblia requer interpretação, não devendo ser levada ao pé da letra.

Protestantes e evangélicos no Brasil

Apesar de historicamente o termo evangélico ser usado para se referir a luteranos e presbiterianos, no Brasil o termo tem sido usado para definir os pentecostais e neopentecostais. Estes englobam seguidores da Igreja Universal e Assembleia de Deus, entre outras congregações.

Veja também a diferença entre:

Juliana Bezerra
Revisão por Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.