Protestantes e Evangélicos


O protestantismo é um movimento cristão que surgiu com a Reforma Protestante no século XVI. Uma de suas principais características é o rompimento com determinadas doutrinas da Igreja Católica, como a venda de indulgencias, a autoridade do papa e a adoração de santos. Esse movimento compõe uma das três principais vertentes do cristianismo.

Já o movimento evangélico surgiu no século XVII como um desdobramento do Protestantismo. Ou seja, o movimento evangélico faz parte do protestantismo, porém ele tem crenças mais bem definidas.

Podemos dizer que todo evangélico é protestante, mas nem todo protestante é evangélico.

ProtestantismoEvangelismo
DefiniçãoMovimento cristão que surgiu com a Reforma Protestante, por discordarem com uma série de ações e doutrinas da Igreja Católica. Dentre suas principais características estão a primazia da Bíblia sobre as doutrinas católicas e a falta de uma autoridade humana central.Movimento que surgiu do Protestantismo e se caracteriza pela fé no Evangelho e nas quatro crenças cardeais.
OrigemSéculo XVI, com a Reforma Protestante.Século XVII.
Origem do termoO termo Protestante surgiu de “Protestatio”, um documento de protesto que foi apresentado em 1529 pelos luteranos.Deriva da palavra em latim “evangelium”, que significa “boas-novas”.
Subdivisões
  • Adventistas;
  • Anglicanos;
  • Batistas;
  • Reformados;
  • Luteranos;
  • Metodistas;
  • Pentecostais.
  • Igreja Batista;
  • Pentecostalismo;
  • Movimento Carismático;
  • Cristianismo não denominacional.

Definição e características do Protestantismo

95 teses de Lutero
Protestantismo teve início com as 95 teses de Lutero

O Protestantismo se originou com a Reforma Protestante, um movimento do século XVI que pedia a reforma da Igreja Católica e foi liderado por Martinho Lutero e outros reformadores, como João Calvino e Ulrico Zuínglio.

O protestantismo possui mais de 1 bilhão de crentes em todo o mundo, sendo a segunda maior forma de cristianismo. Uma de suas principais características é a falta de unidade estrutural e de uma autoridade humana central, como o Papa. De acordo com o protestantismo, qualquer pessoa tem acesso à Deus por meio da oração.

Os protestantes seguem os princípios das “Cinco Solas”, que são os pontos onde divergem da Igreja Católica Romana.

  • Sola Escriptura: Apenas os princípios encontrados na Bíblia são válidos;
  • Sola Gratia: A salvação vem apenas pela Graça de Deus;
  • Sola Fide: Os pecados são perdoados apenas pela fé, e não pelas ações;
  • Solus Christus:  A salvação é encontrada apenas em Cristo;
  • Soli Deo Gloria: Glória apenas à Deus.

Definição e características do Evangelismo

Evangelistas e Jesus
Evangélicos são os que acreditam nos ensinamentos do Evangelho e de Jesus

O evangelismo é um movimento cristão que surgiu após a Reforma Protestante. Sua principal característica é a crença nas boas-novas de Jesus Cristo pelo Evangelho.

Atualmente, o termo mais utilizado para essa vertente é “Movimento Evangélico”, visto que evangelismo normalmente é usado como sinônimo de evangelização, que significa espalhar os ensinamentos de Jesus.  

Os evangélicos seguem os princípios das quatro crenças cardeais, que são:

  • A bíblia contém a verdade absoluta;
  • A salvação só vem pela crença em Jesus Cristo;
  • Crença em nascer de novo, ou seja, que ao se converter, é como se o crente ganhasse uma nova vida;
  • A importância de espalhar a palavra de Deus por meio da evangelização.

Visão sobre a Bíblia

A principal diferença entre os dois movimentos é que os evangélicos possuem uma posição mais bem definida sobre a Bíblia.

Os protestantes em geral seguem o princípio da Sola Scriptura, que defende que somente a Bíblia é fonte da revelação suprema, e portanto a Igreja não pode criar doutrinas que não estejam nas escrituras.

Os evangélicos também creem neste princípio, mas vão além, afirmando que a Bíblia é a verdade absoluta de Deus, livre de erros.

Nesse ponto, alguns grupos protestantes tendem a ser mais liberais, afirmando que a Bíblia requer interpretação, não devendo ser levada ao pé da letra.

Protestantes e Evangélicos no Brasil

Apesar de historicamente o termo evangélico ser usado para se referir à luteranos e presbiterianos, no Brasil o termo vem sido usado para definir os pentecostais e neopentecostais, como os seguidores da igreja Universal e Assembleia de Deus.