Cultura Popular e Cultura Erudita


Juliana Bezerra
Revisão por Juliana Bezerra
Professora de História

A principal diferença entre a cultura popular e a cultura erudita é que a primeira se baseia nos costumes e tradições do povo. Por outro lado, a cultura erudita estaria relacionada com um pensamento mais crítico, elaborado e elitizado da sociedade.

A cultura popular é realizada de forma espontânea pelo grupo social que a produz. Geralmente, é transmitida de maneira oral e entre as famílias. Um exemplo são as festas populares em que determinadas funções passam de pai para filho ou de mãe para filha.

Já a cultura erudita trata-se de uma manifestação cultural ou artística que foi gerada após estudos prévios e que somente indivíduos especializados podem exercê-la. Da mesma forma, não se dedica ao grande público, mas sim aos indivíduos com um certo nível de instrução, estudo e formação específica em determinados conhecimentos.

Por muito tempo, a cultura erudita foi classificada como o oposto da cultura popular. No entanto, atualmente muitos estudiosos a veem como complementares, pois vários artistas profissionais se inspiram na cultura popular para produzir cultura erudita.

Cultura Popular Cultura Erudita
Origem Artistas sem formação específica Artistas profissionais
Elaboração Espontânea Requer estudo e planejamento
Transmissão De forma oral Através de escolas e registro escrito
Acessibilidade Para todos os públicos Público específico, normalmente com formação escolar formal
Participação da comunidade É essencial para a realização Participa de forma passiva, normalmente como público

Cultura Popular x Cultura Erudita

Por norma, a cultura popular é descrita como espontânea, simples e acessível. Por ser a transmissão dos valores e costumes do povo, está presente e é compreensível para todos os interessados.

Teatro, música, ópera

Já a erudita está restrita a uma elite intelectualizada, devido ao fato de requerer maior espírito crítico e elaboração técnica.

A cultura erudita costuma estar relacionada com as camadas sociais economicamente mais elevadas, pois são os indivíduos que conseguem ter acesso aos ambientes onde a erudição predomina.

É importante lembrar que as definições das manifestações classificadas como cultura popular e cultura erudita são mutáveis, variando de acordo com o local e o tempo.

Por exemplo, determinadas manifestações culturais que eram consideradas populares no passado, podem ser apreciadas como parte da cultura erudita no futuro. O exemplo mais claro é a ópera, que era apresentada em feiras e teatros populares e hoje está restrita a grandes teatros.

Cultura Popular x Cultura de Massas

É preciso não confundir cultura popular com cultura de massas. Normalmente, a cultura de massas consiste em conteúdos e temas presentes no imaginário e cotidiano do povo, no senso comum e nas heranças culturais de determinada região.

Entretanto, ao invés de ser realizada pela comunidade, normalmente é entregue como um produto para a população, onde a aparência e não o conteúdo é o mais importante.

A música sertaneja, por exemplo, é um exemplo de como a cultura popular se transformou em cultura de massa.

Antigamente, este tipo de música estava arraigado às tradições do interior de São Paulo e do centro-oeste e consistia em uma tradição herdada das modas de viola, trazidas pelos portugueses.

No entanto, a partir dos anos 80 e 90 houve a proliferação de duplas sertanejas, que simplificaram as letras e as melodias do gênero, transformando-o em um objeto acessível a qualquer público.

Veja também a diferença entre:

Juliana Bezerra
Revisão por Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.