Ser católico e ser cristão


Ser cristão é um estilo de vida, que envolve a crença de que Jesus Cristo é o messias e salvador da humanidade. Ser católico é fazer parte da Igreja Católica, que também considera Cristo como o messias e salvador, mas conta com doutrinas e dogmas a serem seguidos pelos fiéis. Logo, um católico é cristão, mas nem todo cristão é católico.

Neste sentido, os católicos veem a religião segundo a interpretação da Igreja Católica. Um cristão que não faça parte deste grupo pode ter a sua própria visão da cristandade, ou até mesmo discordar de certos aspectos pregados pela igreja.

Um cristão pode ser católico, evangélico, espírita, entre outras denominações religiosas. Além disso, um cristão pode nem mesmo pertencer a qualquer congregação religiosa, sendo autossuficiente com relação às suas crenças e a forma como vive a vida, de acordo com o que acredita sobre Jesus Cristo.

O que é ser cristão?

Para ser considerado cristão, o indivíduo precisa aceitar Jesus Cristo como salvador. É comum, mas não obrigatório, que passe a ser cristão após o batismo, uma vez que deixaria o Espírito Santo guiar sua vida a partir deste acontecimento.

Homem ora na igreja

Ser cristão não é apenas afirmar que possui fé em Jesus Cristo, mas estar de acordo com seus ensinamentos e seguir o que foi pregado por ele. Em outras palavras, é necessário entender o que Cristo pregou e praticar diariamente as ações bem vistas para se aproximar de um estado de santidade.

Por isso, um cristão precisa ter Jesus Cristo como um exemplo supremo de benevolência e ser humano. Por isso, é importante que o indivíduo se identifique com a figura de Cristo e se comprometa com a missão de continuar a espalhar o amor dele pelas pessoas na Terra.

Ao seguir os ensinamentos de Cristo, um cristão estaria criando um testemunho de vida relacionado ao filho de Deus, uma das premissas da religião cristã.

O que é ser católico?

Ser católico também é ser cristão, mas neste caso de acordo com os princípios tradicionais da Igreja Católica. Estes princípios são baseados na Bíblia e protegem a tradição da religião católica cristã.

Bispo católico

Assim, a instituição tem como base dar continuidade à missão de Jesus Cristo.

Para que a missão de Cristo seja continuada, a Igreja Católica segue os passos de Pedro e os outros discípulos, que ficaram encarregados de espalhar os ideais de Jesus após a sua morte e ressurreição. Pedro teria fundado a igreja, sendo o seu sucessor o papa. Os bispos seriam sucessores dos outros apóstolos.

Apesar de todo católico ser cristão, a igreja representa um local de acolhimento para todos os cristãos, sejam de qualquer lugar. Por isso, tem base em quatro pilares:

  • Unidade
  • Santidade
  • Universalidade
  • Fundamento apostólico

A unidade indica que, apesar de várias igrejas pelo mundo, só existe uma Igreja Católica, comandada pelo papa. A igreja seria santa e receberia cristãos de qualquer lugar do planeta, características denominadas pela santidade e universalidade.

Já o fundamento apostólico é o de que a igreja segue as ações dos apóstolos. Isto porque eles tiveram contato pessoal com Cristo e foram testemunhas oculares de seus milagres e ensinamentos.

Portanto, para ser considerado católico, é necessário aceitar a autoridade do papa e dos bispos, além de acreditar no magistério da Igreja Católica e respeitar suas tradições. Também é imprescindível que o indivíduo católico participe dos sacramentos e outras atividades desenvolvidas pela igreja.

Bíblia

Ser cristão x Ser católico

Como é de se assumir, ser cristão não significa ser católico. Há várias denominações religiosas cristãs hoje em dia, como os protestantes e ortodoxos, que ainda se dividem em congregações menores, como evangélicos e outros segmentos.

Por isso, para ser cristão, basta aceitar Jesus Cristo como senhor e salvador e buscar viver uma vida como o próprio viveu. Isto quer dizer que é importante amar uns aos outros, o principal ensinamento de Jesus.

Já ser católico também é ser cristão. Isto porque os católicos seguem os ensinamentos de Jesus Cristo e buscam na Igreja Católica um local para praticar a sua fé e estar em contato com o que foi pregado pelo messias.

Neste sentido, respeitam as tradições religiosas do catolicismo e participam dos sacramentos. Também consideram o papa como sucessor de Pedro e principal autoridade da igreja, sendo os bispos também sucessores dos apóstolos.

Por acreditarem que a igreja dá continuidade à missão de Cristo na Terra, respeitam suas tradições, doutrinas e dogmas.

Veja também as diferenças entre: